Lamas Brew Club

o Clube para cervejeiros caseiros Veja mais »

Lamas Brew Tool

O APP do Cervejeiro Caseiro Veja mais »

Fichários Lamas

Suas receitas, bem guardadas Veja mais »

maltes The Swaen

A alma que sua cerveja precisava Veja mais »

Lúpulo Na Veia

Primeiro Kit Single Hop do Brasil, experimente.... Veja mais »

 

Category Archives: Dicas

Dicas de Envase da Cerveja

O envase é a etapa que finaliza a produção de cerveja e separa todo processo que leva cerca de 30 dias da tão esperada degustação da sua cerveja. Antes dessa transição, no entanto, alguns processos devem ser seguidos para conferir toda a qualidade possível às suas garrafas.

Isso porque o envase é uma etapa que demanda atenção, cautela e boa dose de paciência para não interferir nas características originais de sua cerveja.

Quer saber quais cuidados tomar? Neste artigo, vamos falar de todo o processo de envase, da sanitização ao momento de lacrar as garrafas com suas tampinhas até que chegue o momento ideal para consumo. Acompanhe!

A importância do envase na produção de cervejas

Finalizada a etapa de maturação da sua receita, o envase é o processo seguinte a ser realizado. E sua importância é determinante para a produção, como um todo, pois além de abrigar a sua preciosa bebida ela vai trazer o gás carbônico à receita.

Isso ocorre porque a mistura de açúcar nessa etapa alimenta a levedura para que o CO2 seja produzido — destaque para as tampinhas, que impedem o gás de fugir e se dilui na cerveja.

Por isso, confira as nossas dicas e perceba como o envase perfeito depende exclusivamente da atenção dada a cada etapa desse procedimento.

Limpe e sanitize as garrafas

Para manter as características originais da bebida e evitar qualquer tipo de contaminação (além de extinguir a possibilidade de conter sujeiras, bolores e resíduos em seu interior), é importante limpar e sanitizar as garrafas — e também as tampinhas.

Isso significa que você deve, primeiramente:

  • Lave bem as garrafas garantindo a retirada de sujeiras e resíduos que estejam dentro dela – você pode utilizar uma escova de crina para auxilia-lo nessa etapa;
  • Sanitize-as com algum sanitizante como ácido peracético, iodophor, pac 200, àlcool 70%. Cada sanitizante tem sua aplicação explicada no rótulo.
  • Importante: jamais faça enxague das garrafas após o uso de sanitizante! A água pode conter microrganismos que irão re-contaminar a garrafa. Estes sanitizantes são específicos para uso em não -enxague e não deixam residual que prejudiquem o aroma ou sabor da sua cerveja.
  • Deixe as garrafas escorrendo em um local apropriado, como um escorredor de garrafas, momentos antes do envase.

Escorredores de Garrafas

 

Agora, vamos entender o segundo aspecto fundamental no envase de suas garrafas de cervejas!

Atenção também às tampinhas

Para as tampinhas, basta espirrar um pouco do álcool sobre elas para sanitizá-las ou deixa-las imersas em ácido peracético ou iodophor. Mas cuidado com o tipo de tampinhas que você irá usar, pois elas são diferentes:

  • Pry-Off — aquelas que nos acostumamos a abrir com o auxílio de um abridor de garrafas (garrafas de 600 mL, 500 mL, 1 L, caçulinha e long neck sem rosca);
  • Twist-Off — as populares long necks que, hoje em dia, conseguimos abrir com as mãos.

Por que isso importa? Porque o processo de vedação difere, em cada um dos tipos, e se você utilizar as tampinhas erradas você corre sério risco de perder o CO2 dentro das garrafas.

Escolha o tipo de açúcar para a refermentação

Popularmente, o processo de refermentação é feito com uma mistura de açúcar diluída em água, cuja regra básica é a proporção de 6 g de açúcar para cada litro de cerveja.

Balas de Carbonatação: últimos passo antes de degustar sua própria cerveja

Cuidado: não exceda a proporção de 6 g/l pois você pode fabricar, no lugar de uma refrescante cerveja, uma verdadeira — literalmente — bomba nas mãos dos seus amigos. Para evitar esse risco, use o nosso app: o Lamas Brew Tools e auxilia você nesse cálculo.

Além disso, dê uma conferida em outros produtos que também podem ser usados no processo de refermentação:

Açúcar líquido invertido “priming”;

Balas de carbonatação “Priming”;

Sachê de açúcar “carbonatação“.

Agora, para que não fique nenhuma dúvida a respeito do procedimento de envase de suas garrafas de cerveja, vamos conferir um rápido passo a passo?

  • Terminada a maturação, coloque o balde que contém a cerveja no local em que ocorrerá o envase. Certifique-se em não agitar muito o balde para a “lama de fermento” não levantar. Sanitize a torneira e purgue um pouco de cerveja para retirar algum possível fermento que esteja suspenso.
  • Adicione o açúcar para refermentação em cada garrafa, seja ele bala, sachê ou açúcar fracionado na hora. Atenção: Caso vá utilizar o priming líquido, é necessário transferir a cerveja para um outro balde com torneira já sanitizados, deixando a lama no fundo do outro balde e misturar o priming líquido na cerveja, homogeinizando bem.
  • Pegue as suas garrafas (limpas e sanitizadas) e encha com a bebida até atingir 3 dedos da tampa da garrafa — utilize um enchedor para facilitar esta etapa;
  • Com um arrolhador, sele as garrafas com as tampinhas (também limpas e sanitizadas);
  • Deixe as garrafas em local fresco por 7 dias, tempo suficiente para deixar a cerveja carbonatada (com gás) e pronta para consumo.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre o processo de envase e as dicas que mostramos para você? Se quiser saber mais sobre o assunto, deixe um comentário neste post e vamos desdobrar ainda mais o tema!

Faunator – A Doppelbock da Lamas e da Goose Island

O mês de julho acompanha baixas temperaturas no Brasil, o que pede por algumas mudanças em nossos itinerários boêmios.

Entre elas, a degustação de estilos e rótulos de cerveja artesanal que harmonizem com as baixas temperaturas e, claro, com outras opções gastronômicas.

Como é o caso da nossa Faunator Doppelbock, nascida de uma parceria entre a Lamas Pro-Brewing e a Brewhouse Goose Island para aquecer as noites frias do inverno da capital paulista.

Veja a seguir um pouco dessa parceria e também como trabalhar as suas percepções sensoriais ao degustar essa cerveja artesanal — feita com 100% de maltes inglês da Muntos.

Cerveja Colaborativa

A norte-americana Brewhouse Goose Island abriu recentemente uma filial no Largo da Batata, zona Oeste de São Paulo, com a promessa de fazer suas torneiras trabalharem incansavelmente para tirar 15 mil litros de chope por mês.

Com isso, surge a necessidade em diversificar e qualificar os seus produtos. E nada combina tão bem com o inverno do que uma cerveja artesanal forte, robusta e alcóolica. O que inspirou essa forte parceria com a Lamas Pro Brewing, que vinha procurando uma boa desculpa para fazer cerveja com os maltes da famosa maltaria Muntons.

A novidade chega ao Goose Island a partir do dia 12 de julho e em breve  nas lojas de Campinas e de São Paula da Lamas. Oportunidade perfeita, portanto, para você conhecer uma de nossas lojas e trocar algumas ideias com o nosso pessoal e degustar a Faunator Doppelbock.

Mas, para que você não chegue de mãos vazias, vamos inteirar você a respeito desse tipo estilo de cerveja!

 

O que é a Faunator Doppelbock

Trata-se de uma Lager robusta, podendo compará-la como um estilo mais forte do que a tradicional Bock, por exemplo.

Sua origem, inclusive, vem carregada pelos tradicionalismos dos monges de São Francisco de Paula, mas com um aperfeiçoamento e especialização creditados à região da Bavária.

Hoje, a Faunator Doppelbock é bastante diferenciada de seus primeiros rótulos, que eram mais caracterizados por mais dulçor e menor teor alcoólico.

Dá para reparar que a nossa cerveja artesanal não escapa à alcunha popularizada em Munique (o termo Doppel, que significa duplo) e tampouco à terminação “-ator” — outra peculiaridade do estilo, como já percebemos em outros rótulos, como:

  • Paulaner Salvator;
  • Ayinger Celebrator;
  • Andechser Doppelbock Dunkel;
  • Spaten Optimator;
  • Bell’s Consecrator.

Entre outros rótulos que você já deve ter experimentado em suas degustações.

As características da Faunator Doppelbock

Para compreender melhor a experiência em degustar a nossa colaborativa Faunator Doppelbock, vamos analisar a fundo as características que predominam nesse estilo, como:

Aroma

Possui acentuado aroma, com destaque ao toque de caramelo que pode se sobressair devido à fervura prolongada.

Vale observar que versões robustas da Doppelbock contam com baixíssima — ou nula — presença de lúpulo.

As versões mais escuras da Doppelbock podem apresentar, ainda, aromas frutados, com destaque à ameixa (seca ou não) ou uvas.

Aparência

Tradicionalmente, esse estilo de cerveja ganha um tom dourado, puxando levemente para o marrom escuro. O rubi também pode ser percebido nas versões mais escuras da cerveja.

Sabor

Tal qual o aroma, a Doppelbock é rica e bastante maltada. Você poderá sentir os seguintes sabores:

  • Sabor de chocolate sutil, em versões escuras da cerveja;
  • Sabor limpo, característico de uma Lager;
  • Leve sabor frutado nas cervejas mais escuras;
  • Presença de álcool, mas sem a companhia dos aspectos áspero ou quente;
  • Ausência ou baixo teor de lúpulo;
  • Amargor moderado ou moderadamente baixo.

Sensação de boca

Caracterizada por um corpo de médio-alto a alto, ao passo que a carbonatação da bebida vai de moderada a moderadamente baixa, despontando pela sua maciez.

Com isso, falta apenas saber como você pode desfrutar da nossa Faunator Doppelbock à mesa, para compartilhar com amigos e dividir petiscos ou pratos para aquecer ainda mais este inverno!

Como fazer a harmonização

As estações outono/inverno pede por uma criatividade maior no repertório gastronômico. E, caso você queira criar uma experiência completa, desfrutando das principais características de sua Faunator Doppelbock, algumas sugestões caem muito bem nas noites mais frias do ano, como:

  • Batatas gratinadas;
  • Carne suína assada;
  • Cassoulet
  • Cogumelos (como champignon, shiitake e shimeji — preto ou branco);
  • Feijoada;
  • Javali;
  • Pato assado;
  • Presunto cru;

E aí, que tal a ampla variedade de receitas que vocês podem aproveitar para acompanhar a sua Faunator Doppelbock?

Não deixe de conversar conosco para conferir algumas outras curiosidades de nossa cerveja colaborativa com a Brewhouse Goose Island, e as melhores ocasiões para deustá-la!

 

Concurso a Voz do Povo de Cervejas Caseiras

Nós da Lamas adoramos saber se as cervejas de nossos clientes estão ficando boas. Para isso organizamos vários concursos e avaliações onde nós mesmos fazemos as avaliações ou juízes do BJCP julgam as cervejas caseiras. É bem legal ver quão boas são as cervejas caseiras Brasil a fora.

Quando fomos convidados para organizar um concurso de cerveja caseira no Festival da Cultura Cervejeira , que acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de abril em Campinas-SP, tivemos uma ideia louca: quem melhor para julgar cervejas caseiras do que o próprio público do Festival? Dai surgiu o Concurso A Voz do Povo!

 

Durante o festival serão feitas inscrições para ser jurado no stand da Lamas. O número de jurados e de avaliações dependerá do número de amostras enviadas. Para ser jurado só é preciso um requisito: ser apaixonado por cerveja!

Os jurados serão orientados pela equipe da Lamas de como serão feitas as avaliações e como preencher as fichas. No final do Festival as fichas serão computadas e a amostra com maior nota será a grande vencedora.

Para se inscrever, acesse o link http://loja.lamasbrewshop.com.br/concurso-a-voz-do-povo.html e coloque o produto Concurso no carrinho. A inscrição é gratuita e os dez primeiros participantes a enviar as amostras de cerveja ganharão entrada para o festival. Todas as regras e detalhes do concurso estão na descrição do link.

E ai, sua cerveja está boa o suficiente para passar pelo júri popular?

Qual kit de equipamentos escolher

Desde que começamos a fazer cerveja acompanhamos o interesse das pessoas em fazer cerveja em casa e nos últimos três anos o assunto tem virado febre nacional. Afinal, não é preciso muitos argumentos para convencer alguém de que fazer sua própria cerveja é a coisa mais legal do mundo (e é mesmo). Mas, apesar de todas as informações, opções e ajuda, o começo pode ser um pouco confuso e percebemos que muitos cervejeiros iniciantes têm dúvida de como montar seu equipamento.

Para facilitar, a Lamas desenvolveu dois kits de fabricação diferente: o kit para iniciantes e o kit personalizado. Os dois acompanham todos os equipamentos necessários para fazer cerveja, o kit para Iniciantes é para quem não tem muita certeza qual equipamentos escolher então nós fizemos uma seleção dos principais equipamentos e os que consideramos mais fácies de utilizar. Já o kit personalizado é para quem gosta de pesquisar e já tem em mente quais os principais equipamentos quer escolher. Além de algumas opções, também é possível turbinar o seu kit, com equipamentos que não são essenciais, mas dão aquela ajuda na produção (uma panela a mais, fogareiro, densímetro…).

As principais diferenças entre esse kit é a opção de você escolher seu tipo de filtro: bazooka, fundo falso e o grain bag no kit personalizado enquanto no kit de iniciante está incluso o filtro tipo bazooka (que consideramos a melhor opção para quem faz levas de até 20 L). Cada filtro exige um processo de mosturação diferente, mas o produto é sempre o mesmo: A Cerveja. Além do filtro, no kit personalizado você pode escolher outros itens: termômetro, chiller, sanitizante, cor da tampinha enquanto no kit personalizado optamos pelo melhor custo benefício.

O que realmente importa nos kits? Além de você estar inclusos todos os equipamentos necessários, os kits ainda acompanham Guia Ilustrado e passo a passo de como fazer cerveja, um kit de ingredientes de uma Pale Ale deliciosa, testada e aprovada pelos Lamas para quem está começando a fazer cerveja. Além disso, temos opções para 5 e 20 L, com preços em conta e opções avançadas para quem quer investir um pouquinho mais.

Ainda tem dúvida, entre em contato com nosso SAC (Serviço de Atendimento ao Cervejeiro) que estamos prontos para esclarecer todas as suas dúvidas!

 

Boas cervejas!

Kits de Receita da Lamas – É fácil de Fazer

Nós da Lamas temos uma missão: fazer com que a melhor cerveja seja a sua cerveja. E desde os primórdios do mamute cervejeiro pensamos em todas as soluções, produtos e dicas para ajuda-los nessa tão nobre missão.

E enquanto atendíamos nossos clientes em nossas lojas ou respondíamos os e-mails de dúvidas, percebemos a dificuldade de alguns cervejeiros em elaborar sua própria cerveja ou de se aventurar em receitas desconhecidas encontradas na internet.

Foi aí que tivemos uma ideia que não sabíamos muito bem se ia dar certo mas resolvemos arriscar: levamos as panelas ao fogo e começamos a testar um monte de estilo de cerveja e desenvolver um passo a passo simples mas completo, para ajudar os cervejeiros iniciantes e os que tinham dúvidas nos processos.

Hoje temos mais de 30 estilos de receitas diferentes de 20 L e de 5 L testadas e aprovadas pelo Lamas (algo único no mercado brasileiro) e, modéstia à parte, se tem uma coisa que fazemos bem é fazer cerveja (e beber também!). Mas as ideias não pararam só nos estilos e dentro das receitas de cervejas surgiram receitas bem diferentes.

A primeira e bem criativa foi a Paneblonde, uma cerveja feita com frutas cristalizadas, cascas de laranja e uva passa para lembrar o famoso Panetone de Natal, edição limitada para o final do ano. Além da edição de Natal, temos receita de Páscoa, Dia das Mulheres e Festa Junina, todas edições limitadas que só são vendidas nas épocas certas.

Temos também nossas Receitas Assinadas , das cozinhas dos mestres-cervejeiros diretamente para a sua panelinha, com dicas e explicações dos próprios mestres, não dá para perder!

Estamos sempre no nosso laboratório de experiências inventando receitas novas: 100% Orgânicas , Receitas de Extrato , Ideal para o Verão ou gostosa para aquecer no Inverno. Uma das mais famosas sem dúvidas são as receitas para os fanáticos por lúpulos, da Linha Lúpulo na Veia: além de uma pancada de lúpulo, o cervejeiro ainda pode comparar um kit do outro pois a base da receita é a mesma, o que muda é o tipo de lúpulo que vai em cada um.

Conte para nós qual é seu kit de receitas preferidas e se tiver alguma sugestão de receita, fala para a gente que vamos correr e testar em nossas panelas.