Lamas Bier

Água+Malte+Lúpulo+Fermento+Doidos=Lamas Bier Veja mais »

Lamas Brew Tool

O APP do Cervejeiro Caseiro Veja mais »

Fichários Lamas

Suas receitas, bem guardadas Veja mais »

maltes The Swaen

A alma que sua cerveja precisava Veja mais »

Lúpulo Na Veia

Primeiro Kit Single Hop do Brasil, experimente.... Veja mais »

 

Category Archives: Avaliação

3º Pratos e Brejas e Avaliação da Lamas Porcaria

Mais um sábado memorável para a cultura cervejeira de São Paulo, quiça brasileira. Aconteceu ontem no Bar do Italiano em Campinas, mais uma edição do já consagrado Pratos e Brejas, evento de harmonização de cervejas organizado pelo Brejas.
E claro, os Lamas estavam lá para prestigiar.

Marcos (Colorado), David, Marco Falcone (Falke Bier), Amir, Chico e Afonso( da Turma, cerveja artesanal).

 Um sábado pra lá de memorável.Nessa edição as grandes estrelas do evento foram as cervejas Falke Bier. Falke Bier Pilsen, Estrada Real (IPA), Ouro Preto (Scwarzbier) , Monasterium (tripel) e a novíssima cerveja de trigo ainda não lançada. Os pratos ficaram a cargo do Chef Mané e da Fabiana do Brejas, que fizeram um belíssimo trabalho de harmonização com as Falke Bier. Tudo impecavelmente pensado para que as cervejas e os pratos se fundissem numa coisa só… e se o objetivo foi esse, parabéns pois foi isso que notamos! Excepcional. Destacamos os medalhões de  filet mignon au poivre com batatas gratinadas que com a Falke Estrada Real ficaram tão mas tão boas que simplesmente mudamos o que pensavamos sobre harmonizações.
Marcos da Colorado entre os Lamas David e Chico
Presenças especiais : os biólogos que vão ajudar os Lamas a propagarem umas leveduras especiais, Mario, Tati e Thais (esposa do Lama David)
Lama Amir e nosso grande amigo Maurício do Brejas
     Para nós foi uma tarde muito especial, ainda mais que tivemos a oportunidade de conhecer e ter boas horas de conversa com o mestre Marco Falcone. Para nós dos Lamas o Marco é um ícone da cultura cervejeira brasileira. Um exemplo a ser seguido e que sobre tudo tem um papel de muito importância para a divulgação da boa cerveja e do movimento homebrewer. Marco já nos surpreedeu quando fomos apresentados a ele. Quando esse escriba se apresentou, meio sem jeito, afinal, era o grande Marco Falcone que estava ali, foi algo memorável para nós, cheguei e soltei “Oi Marco, muito prazer em conhece-lo pessoalmente, sou o David dos Lamas, Lamas Bier“, ai para minha infinita surpresa o Marco diz : “Lamas? Quero provar uma Porcaria“. Só quem vive esse movimento tão bacana pode prever o que nós sentimos naquele momento, uma grande emoção. Imediatamente, o Lama Amir foi incubindo de ir buscar a última Lama Porcaria que ele havia guardado, e esse foi o grande fim de noite para nós, que mais adiante falaremos.
Maurício, Italiano e David sorteando uma Monasterium
     O bacana desses eventos é que além de beber boa cerveja com boa comida ,claro, é rever e fazer novos amigos. Passar o dia com toda a turma do Brejas (Maurcio, Ricardo, Menke e Fabiana), com o Italiano, Afonso e a Prisicila da Turma é garantia de diversão regada a muito boa cerveja. Tivemos o prazer de rever o grande Marcos Estellita da Colorado que também esteve por lá. O Marcos vai ser condecorado na nossa próxima ida a Ribeirão Preto com a comenda Lama, nossa homenagem aos Lamas de coração, para aqueles  que não são dos Lamas mas tem o espírito Lama de ser ( Brejas , Italiano e Afosno também receberão : ) ).
David e Marco Falcone
   Além das excelentes harmonizações feitas, um momento foi muito especial. Marco Falcone “sabrando” uma Monasterium com uma faca de cozinha. Nunca tinhamos visto isso ao vivo, ao comentar com ele sobre  como ele fazia isso com um sabre na sede da Falke Bier, ele disse que conseguia até com uma  faca. Pronto. Era o que faltava para coroar a tarde.
Video com Marco Falcone “sabrando” a Monasterium

O mestre Falcone aproveitou o evento para lançar o movimento do Slow Beer Brasil em Campinas. O Slow Beer é um movimento inspirado no Slow Food (Iniciado na Itália) que prega a valorização de boas comidas e a sua não banalização como em fast foods. O Slow Beer é isso, o movimento que prega a conceito de “beber pouco mas com qualidade”. A partir de agora os Lamas fazem partem desse  movimento. cujo símbolo é um simpático bicho preguiça. Mais detalhes no blog do Marco Falcone, Cultura Cervejeira A Lamas Bier agora faz parte.

  Movimento Slow Bier Brasil.
     Após o evento, obviamente continuamos no Bar do Italiano, e após uma breve pausa, la estavamos nós novamente sentados a mesa degustando algumas cervejas. Nesse meio tempo a Lama Porcaria já estava na geladeira do Italiano a espera do Marco Falcone. Ele pediu se podia anotar suas impressões, e é claro que aceitamos. Abrimos a Lama Porcaria, tomamos o primeiro gole antes, um  Lama olhou por outro e a sensação foi a mesma, a cerveja havia mudado um pouco, mas como havíamos bebido muita cerveja antes, talvés fosse isso. Bom, ai ficou por conta então do mestre Falcone. A cada gole que ele dava, fazia anotações numa folha sobre a mesa. Nós , no canto na mesa, só esperando para ver. Já com a sensação de que qualquer coisa que ele falasse levariamos bem a sério para melhorar o processo. O Marcos Estellita também estava lá, com um copo da Porcaria na mão. O primeiro comentario veio dele, “muito boa essa cerveja” logo em seguida o mestre Falcone nos entregou sua avaliação. E pronto, lá estavamos nós de novo felizes da vida por ter  nossa cerveja mais uma vez avaliada, e bem avaliada. Não acreditamos quando vimos…ele achou a cerveja ÓTIMA. Segue a avaliação dele na íntegra:
Avaliação da “PORCARIA” (Lamas Bier)
Aparência:
Cor belíssima
Cor adequada de amber
Belo Creme
Aroma:
Floral de Lúpulo presente
Leve Frutado
Biscoito, Malte
Sabor
Lúpulo Generoso
toffee
amadeirado
saborosa
Monthfeel
Boa carbonatação
ótimo corpo
macia
Impressão Geral
Ótima Cerveja
Residual de áçucar excelente
alcool bem equilibrado
bem lupulada
Ótima Cerveja
Nota : 8,7
Marco Falcone
 

Ficha de Avaliação da Lama Porcaria

Elso, David e o mestre Falcone. Após a avaliação da Lama Porcaria
Um brinde com a Porcaria. David, Falcone e Marcos

Olha a Porcaria sendo avaliada. 

Depois disso só nos restou comemorar … 🙂 que dia! e como diria o mestre Falcone

Pão e Ceveja
ps: Próximo Pratos e Brejas será na Bamberg, em breve haverá mais informações no site do Brejas.

Mais fotos no: Picasa do Lama Elso
e claro, no site do Brejas
Veja também no site do Cultura Cervejeira

3º Pratos e Brejas e Avaliação da Lamas Porcaria

Mais um sábado memorável para a cultura cervejeira de São Paulo, quiça brasileira. Aconteceu ontem no Bar do Italiano em Campinas, mais uma edição do já consagrado Pratos e Brejas, evento de harmonização de cervejas organizado pelo Brejas.
E claro, os Lamas estavam lá para prestigiar.

Marcos (Colorado), David, Marco Falcone (Falke Bier), Amir, Chico e Afonso( da Turma, cerveja artesanal).

 Um sábado pra lá de memorável.Nessa edição as grandes estrelas do evento foram as cervejas Falke Bier. Falke Bier Pilsen, Estrada Real (IPA), Ouro Preto (Scwarzbier) , Monasterium (tripel) e a novíssima cerveja de trigo ainda não lançada. Os pratos ficaram a cargo do Chef Mané e da Fabiana do Brejas, que fizeram um belíssimo trabalho de harmonização com as Falke Bier. Tudo impecavelmente pensado para que as cervejas e os pratos se fundissem numa coisa só… e se o objetivo foi esse, parabéns pois foi isso que notamos! Excepcional. Destacamos os medalhões de  filet mignon au poivre com batatas gratinadas que com a Falke Estrada Real ficaram tão mas tão boas que simplesmente mudamos o que pensavamos sobre harmonizações.
Marcos da Colorado entre os Lamas David e Chico
Presenças especiais : os biólogos que vão ajudar os Lamas a propagarem umas leveduras especiais, Mario, Tati e Thais (esposa do Lama David)
Lama Amir e nosso grande amigo Maurício do Brejas
     Para nós foi uma tarde muito especial, ainda mais que tivemos a oportunidade de conhecer e ter boas horas de conversa com o mestre Marco Falcone. Para nós dos Lamas o Marco é um ícone da cultura cervejeira brasileira. Um exemplo a ser seguido e que sobre tudo tem um papel de muito importância para a divulgação da boa cerveja e do movimento homebrewer. Marco já nos surpreedeu quando fomos apresentados a ele. Quando esse escriba se apresentou, meio sem jeito, afinal, era o grande Marco Falcone que estava ali, foi algo memorável para nós, cheguei e soltei “Oi Marco, muito prazer em conhece-lo pessoalmente, sou o David dos Lamas, Lamas Bier“, ai para minha infinita surpresa o Marco diz : “Lamas? Quero provar uma Porcaria“. Só quem vive esse movimento tão bacana pode prever o que nós sentimos naquele momento, uma grande emoção. Imediatamente, o Lama Amir foi incubindo de ir buscar a última Lama Porcaria que ele havia guardado, e esse foi o grande fim de noite para nós, que mais adiante falaremos.
Maurício, Italiano e David sorteando uma Monasterium
     O bacana desses eventos é que além de beber boa cerveja com boa comida ,claro, é rever e fazer novos amigos. Passar o dia com toda a turma do Brejas (Maurcio, Ricardo, Menke e Fabiana), com o Italiano, Afonso e a Prisicila da Turma é garantia de diversão regada a muito boa cerveja. Tivemos o prazer de rever o grande Marcos Estellita da Colorado que também esteve por lá. O Marcos vai ser condecorado na nossa próxima ida a Ribeirão Preto com a comenda Lama, nossa homenagem aos Lamas de coração, para aqueles  que não são dos Lamas mas tem o espírito Lama de ser ( Brejas , Italiano e Afosno também receberão : ) ).
David e Marco Falcone
   Além das excelentes harmonizações feitas, um momento foi muito especial. Marco Falcone “sabrando” uma Monasterium com uma faca de cozinha. Nunca tinhamos visto isso ao vivo, ao comentar com ele sobre  como ele fazia isso com um sabre na sede da Falke Bier, ele disse que conseguia até com uma  faca. Pronto. Era o que faltava para coroar a tarde.
Video com Marco Falcone “sabrando” a Monasterium

O mestre Falcone aproveitou o evento para lançar o movimento do Slow Beer Brasil em Campinas. O Slow Beer é um movimento inspirado no Slow Food (Iniciado na Itália) que prega a valorização de boas comidas e a sua não banalização como em fast foods. O Slow Beer é isso, o movimento que prega a conceito de “beber pouco mas com qualidade”. A partir de agora os Lamas fazem partem desse  movimento. cujo símbolo é um simpático bicho preguiça. Mais detalhes no blog do Marco Falcone, Cultura Cervejeira A Lamas Bier agora faz parte.

  Movimento Slow Bier Brasil.
     Após o evento, obviamente continuamos no Bar do Italiano, e após uma breve pausa, la estavamos nós novamente sentados a mesa degustando algumas cervejas. Nesse meio tempo a Lama Porcaria já estava na geladeira do Italiano a espera do Marco Falcone. Ele pediu se podia anotar suas impressões, e é claro que aceitamos. Abrimos a Lama Porcaria, tomamos o primeiro gole antes, um  Lama olhou por outro e a sensação foi a mesma, a cerveja havia mudado um pouco, mas como havíamos bebido muita cerveja antes, talvés fosse isso. Bom, ai ficou por conta então do mestre Falcone. A cada gole que ele dava, fazia anotações numa folha sobre a mesa. Nós , no canto na mesa, só esperando para ver. Já com a sensação de que qualquer coisa que ele falasse levariamos bem a sério para melhorar o processo. O Marcos Estellita também estava lá, com um copo da Porcaria na mão. O primeiro comentario veio dele, “muito boa essa cerveja” logo em seguida o mestre Falcone nos entregou sua avaliação. E pronto, lá estavamos nós de novo felizes da vida por ter  nossa cerveja mais uma vez avaliada, e bem avaliada. Não acreditamos quando vimos…ele achou a cerveja ÓTIMA. Segue a avaliação dele na íntegra:
Avaliação da “PORCARIA” (Lamas Bier)
Aparência:
Cor belíssima
Cor adequada de amber
Belo Creme
Aroma:
Floral de Lúpulo presente
Leve Frutado
Biscoito, Malte
Sabor
Lúpulo Generoso
toffee
amadeirado
saborosa
Monthfeel
Boa carbonatação
ótimo corpo
macia
Impressão Geral
Ótima Cerveja
Residual de áçucar excelente
alcool bem equilibrado
bem lupulada
Ótima Cerveja
Nota : 8,7
Marco Falcone
 

Ficha de Avaliação da Lama Porcaria

Elso, David e o mestre Falcone. Após a avaliação da Lama Porcaria
Um brinde com a Porcaria. David, Falcone e Marcos

Olha a Porcaria sendo avaliada. 

Depois disso só nos restou comemorar … 🙂 que dia! e como diria o mestre Falcone

Pão e Ceveja
ps: Próximo Pratos e Brejas será na Bamberg, em breve haverá mais informações no site do Brejas.

Mais fotos no: Picasa do Lama Elso
e claro, no site do Brejas
Veja também no site do Cultura Cervejeira

A Missa – Extraordinária – Bar do Italiano

___________

ATUALIZADO EM 19/08 : Tem uma matéria muito bacana no Brejas, sobre nós. Ela resume bem o que somos e fala também de nossas Cervejas. Muito legal estar no Brejas!!!
http://www.brejas.com.br/blog/19-08-2009/lama-cerveja-3033/

___________

Pois é pessoal, essa missa foi especial, não deu nem tempo de avisar a todos. Plena terça feira e nós lá na nossa catedral, o Bar do Italiano em Campinas. Pq? Para brindar as avaliações feita pelo Brejasdas nossas cervejas. Ficamos tão felizes que esse dia não podeira passar em branco. Pela receptividade delas em outras degustações já desconfiávamos que tinhamos acertado a mão, mas não esperávamos comentários tão bacanas e positivos vindo do Brejas. A Lama Revolution 32, levou 4.2 de nota. A Porcaria 4.1. A Lavoro 3.9 e a Mud 3.6. As Avaliações podem ser vistas clicando nos links abaixos:

Avaliação da Lama Revolution 32
Avaliação da Lama Porcaria
Avaliação da Lama Lavoro
Avaliação da Lama Mud

Para nós dos Lamas, isso simplesmente é sensacional e mostra que nossa cerveja esta no caminho certo. E qual o segredo? Simples, é uma cerveja feito para amigos…que gostam de boa cerveja. So esperámos continuar assim e que nossas Lamas continuem agradando nossos amigos, pq ela é feita para isso!!!

E mais, o Italiano quer ser um parceiro da Acerva Paulista nas Missas e divulgações de cervejas artesanais. 🙂

Chico e Amir degustando uma excelente belga a La Chouffe, uma blond Ale nota 1000, extremamente frutada lembrando o coentro que colocamos na Lavoro

Palm, outra belga. Um pale ale com forte aroma de malte. Muito gostosa.

A Missa – Extraordinária – Bar do Italiano

___________

ATUALIZADO EM 19/08 : Tem uma matéria muito bacana no Brejas, sobre nós. Ela resume bem o que somos e fala também de nossas Cervejas. Muito legal estar no Brejas!!!
http://www.brejas.com.br/blog/19-08-2009/lama-cerveja-3033/

___________

Pois é pessoal, essa missa foi especial, não deu nem tempo de avisar a todos. Plena terça feira e nós lá na nossa catedral, o Bar do Italiano em Campinas. Pq? Para brindar as avaliações feita pelo Brejas das nossas cervejas. Ficamos tão felizes que esse dia não podeira passar em branco. Pela receptividade delas em outras degustações já desconfiávamos que tinhamos acertado a mão, mas não esperávamos comentários tão bacanas e positivos vindo do Brejas. A Lama Revolution 32, levou 4.2 de nota. A Porcaria 4.1. A Lavoro 3.9 e a Mud 3.6. As Avaliações podem ser vistas clicando nos links abaixos:

Avaliação da Lama Revolution 32
Avaliação da Lama Porcaria
Avaliação da Lama Lavoro
Avaliação da Lama Mud

Para nós dos Lamas, isso simplesmente é sensacional e mostra que nossa cerveja esta no caminho certo. E qual o segredo? Simples, é uma cerveja feito para amigos…que gostam de boa cerveja. So esperámos continuar assim e que nossas Lamas continuem agradando nossos amigos, pq ela é feita para isso!!!

E mais, o Italiano quer ser um parceiro da Acerva Paulista nas Missas e divulgações de cervejas artesanais. 🙂

Chico e Amir degustando uma excelente belga a La Chouffe, uma blond Ale nota 1000, extremamente frutada lembrando o coentro que colocamos na Lavoro

Palm, outra belga. Um pale ale com forte aroma de malte. Muito gostosa.

A Missa – Extraordinária – Sede dos Lamas

Na última quarta, nos reunimos para acertar os detalhes final de nossa chopeira. Agora podemos falar que sabemos fazer uma chopeira, ou enganar bem :). Foi uma experiência bem bacana, aceitamos encomendas hehe 🙂

Resolvemos abrir uma Lama Revolution 32 que ainda esta bem nova (a ansiedade não nos deixou esperar mais), fizemos o primming dela no sábado e com o tempo um pouco frio como está esperávamos mais tempo para a carbonatação. Porém a supressa veio com o belo creme que ela apresentou.

Lama Revolution 32 e nossa chopeira ao fundo. Boa formação de creme

O aroma lembra caramelo e também um pouco de alcool. Estimamos em 6,7% o percentual alcoólico. O malte torrado deu um sabor de café no retrogosto muito agradável. O amargor , 26 IBU, esta equilibrado com o dolce resultado dos 6,7% de álcool e do próprio amargor dos grãos torrados. Ficou uma cerveja muito saborosa e equilibrada. Para nós, cada gole pedia outra mas somos ultra suspeitos para comentar.

Nossa american stout ao fundo harmonizando aqui com um churrasco. E na frente a Lamas Mud, uma America Pale Ale. Essa Mud foi degustada pelo Mauricio do Brejas para nós foi uma honra e seus comentários foram otimos para melhorarmos alguns detalhes, mas de modo geral ficamos bem felizes com ele. Reproduzo aqui ele : ” A Mud tem um aroma muito
gostoso, o floral lupulado sobressai bem. O corpo é correto e o amargor é
sentido suavemente, dando vontade de beber mais.
Críticas propositivas: Melhorar a formação e duração da espuma (no nosso
copo ficou meio flat) e corrigir um leve diacetil, que é sentido na
garganta no aftertaste.” Confesso que não consegui sentir o diacetil, mas se ele falou ta falado, uma fermentação pode ajudar a diminuir mais (ou maturação), o mestre Michael Jackson ja falou que em pale ales é aceitavel um leve diacetil Mas no próximo sabado nos encotraemos novamente com o Mauricio para uma segunda rodada de degustação e para fazer o curso da Cilene Soarin de análise sensorial. Acho que depois de sabado ficaremos mais “afiados” (ou naos hehe) para sentir e determinar os aromas e sabores de nossa cerveja e principalmente suas origens.
ATUALIZAÇÃO DO DIA 10/08/2009 : Mauricio voltou a tomar junto com o Italiano e nao voltaram a sentir o leve gosto comentando de diacetil. Talvés o tempo maior de refermentação tenha eliminado algum residual. Bom para nós 🙂