Lamas Brew Club

o Clube para cervejeiros caseiros Veja mais »

Lamas Brew Tool

O APP do Cervejeiro Caseiro Veja mais »

Fichários Lamas

Suas receitas, bem guardadas Veja mais »

maltes The Swaen

A alma que sua cerveja precisava Veja mais »

Lúpulo Na Veia

Primeiro Kit Single Hop do Brasil, experimente.... Veja mais »

 

Concurso a Voz do Povo de Cervejas Caseiras

Nós da Lamas adoramos saber se as cervejas de nossos clientes estão ficando boas. Para isso organizamos vários concursos e avaliações onde nós mesmos fazemos as avaliações ou juízes do BJCP julgam as cervejas caseiras. É bem legal ver quão boas são as cervejas caseiras Brasil a fora.

Quando fomos convidados para organizar um concurso de cerveja caseira no Festival da Cultura Cervejeira , que acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de abril em Campinas-SP, tivemos uma ideia louca: quem melhor para julgar cervejas caseiras do que o próprio público do Festival? Dai surgiu o Concurso A Voz do Povo!

 

Durante o festival serão feitas inscrições para ser jurado no stand da Lamas. O número de jurados e de avaliações dependerá do número de amostras enviadas. Para ser jurado só é preciso um requisito: ser apaixonado por cerveja!

Os jurados serão orientados pela equipe da Lamas de como serão feitas as avaliações e como preencher as fichas. No final do Festival as fichas serão computadas e a amostra com maior nota será a grande vencedora.

Para se inscrever, acesse o link http://loja.lamasbrewshop.com.br/concurso-a-voz-do-povo.html e coloque o produto Concurso no carrinho. A inscrição é gratuita e os dez primeiros participantes a enviar as amostras de cerveja ganharão entrada para o festival. Todas as regras e detalhes do concurso estão na descrição do link.

E ai, sua cerveja está boa o suficiente para passar pelo júri popular?

Qual kit de equipamentos escolher

Desde que começamos a fazer cerveja acompanhamos o interesse das pessoas em fazer cerveja em casa e nos últimos três anos o assunto tem virado febre nacional. Afinal, não é preciso muitos argumentos para convencer alguém de que fazer sua própria cerveja é a coisa mais legal do mundo (e é mesmo). Mas, apesar de todas as informações, opções e ajuda, o começo pode ser um pouco confuso e percebemos que muitos cervejeiros iniciantes têm dúvida de como montar seu equipamento.

Para facilitar, a Lamas desenvolveu dois kits de fabricação diferente: o kit para iniciantes e o kit personalizado. Os dois acompanham todos os equipamentos necessários para fazer cerveja, o kit para Iniciantes é para quem não tem muita certeza qual equipamentos escolher então nós fizemos uma seleção dos principais equipamentos e os que consideramos mais fácies de utilizar. Já o kit personalizado é para quem gosta de pesquisar e já tem em mente quais os principais equipamentos quer escolher. Além de algumas opções, também é possível turbinar o seu kit, com equipamentos que não são essenciais, mas dão aquela ajuda na produção (uma panela a mais, fogareiro, densímetro…).

As principais diferenças entre esse kit é a opção de você escolher seu tipo de filtro: bazooka, fundo falso e o grain bag no kit personalizado enquanto no kit de iniciante está incluso o filtro tipo bazooka (que consideramos a melhor opção para quem faz levas de até 20 L). Cada filtro exige um processo de mosturação diferente, mas o produto é sempre o mesmo: A Cerveja. Além do filtro, no kit personalizado você pode escolher outros itens: termômetro, chiller, sanitizante, cor da tampinha enquanto no kit personalizado optamos pelo melhor custo benefício.

O que realmente importa nos kits? Além de você estar inclusos todos os equipamentos necessários, os kits ainda acompanham Guia Ilustrado e passo a passo de como fazer cerveja, um kit de ingredientes de uma Pale Ale deliciosa, testada e aprovada pelos Lamas para quem está começando a fazer cerveja. Além disso, temos opções para 5 e 20 L, com preços em conta e opções avançadas para quem quer investir um pouquinho mais.

Ainda tem dúvida, entre em contato com nosso SAC (Serviço de Atendimento ao Cervejeiro) que estamos prontos para esclarecer todas as suas dúvidas!

 

Boas cervejas!

Kits de Receita da Lamas – É fácil de Fazer

Nós da Lamas temos uma missão: fazer com que a melhor cerveja seja a sua cerveja. E desde os primórdios do mamute cervejeiro pensamos em todas as soluções, produtos e dicas para ajuda-los nessa tão nobre missão.

E enquanto atendíamos nossos clientes em nossas lojas ou respondíamos os e-mails de dúvidas, percebemos a dificuldade de alguns cervejeiros em elaborar sua própria cerveja ou de se aventurar em receitas desconhecidas encontradas na internet.

Foi aí que tivemos uma ideia que não sabíamos muito bem se ia dar certo mas resolvemos arriscar: levamos as panelas ao fogo e começamos a testar um monte de estilo de cerveja e desenvolver um passo a passo simples mas completo, para ajudar os cervejeiros iniciantes e os que tinham dúvidas nos processos.

Hoje temos mais de 30 estilos de receitas diferentes de 20 L e de 5 L testadas e aprovadas pelo Lamas (algo único no mercado brasileiro) e, modéstia à parte, se tem uma coisa que fazemos bem é fazer cerveja (e beber também!). Mas as ideias não pararam só nos estilos e dentro das receitas de cervejas surgiram receitas bem diferentes.

A primeira e bem criativa foi a Paneblonde, uma cerveja feita com frutas cristalizadas, cascas de laranja e uva passa para lembrar o famoso Panetone de Natal, edição limitada para o final do ano. Além da edição de Natal, temos receita de Páscoa, Dia das Mulheres e Festa Junina, todas edições limitadas que só são vendidas nas épocas certas.

Temos também nossas Receitas Assinadas , das cozinhas dos mestres-cervejeiros diretamente para a sua panelinha, com dicas e explicações dos próprios mestres, não dá para perder!

Estamos sempre no nosso laboratório de experiências inventando receitas novas: 100% Orgânicas , Receitas de Extrato , Ideal para o Verão ou gostosa para aquecer no Inverno. Uma das mais famosas sem dúvidas são as receitas para os fanáticos por lúpulos, da Linha Lúpulo na Veia: além de uma pancada de lúpulo, o cervejeiro ainda pode comparar um kit do outro pois a base da receita é a mesma, o que muda é o tipo de lúpulo que vai em cada um.

Conte para nós qual é seu kit de receitas preferidas e se tiver alguma sugestão de receita, fala para a gente que vamos correr e testar em nossas panelas.

 

Água Mineral para Brassagem – será que posso confiar no rótulo?

Com o passar do tempo vamos nos aperfeiçoando nesse maravilhoso hobby, que é a fabricação caseira de cerveja. E com isso vamos aprimorando nossos técnicas de brassagem para cada vez mais nossa cerveja ficar cada vez melhor.

E um desses passos “técnicos” é o tratamento da água da brassagem. Saber a importância de elementos como Cálcio, Magnésio e outros na composição da água passa a ser um neura para cervejeiros mais experientes que querem tratar sua água para obter alguns resultados específicos.

Muitos de nós, cervejeiros, por praticidade usamos água mineral e usamos as informações do rótulo para saber se nossa água esta ok para nossa finalidade e se não estiver fazer os devidos ajustes com sais para obter o perfil que desejamos.

Para ajudar um pouco (ou complicar) nosso parceiro de longa data e cervejeiro Carlos Henrique (vulgo Carlão) diretor técnico do CETAN (Centro Tecnológico de Análises, laboratório referenciado do INMETRO) divulgou um estudo super completo de águas minerais que encontramos no mercado e as reais composições dela. Neste estudo é possível entender um pouco da importância de certos elementos na água, como ver a discrepância de dados informados no rótulo. Abaixo segue o link para baixar o estudo (em pdf)

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O ESTUDO SOBRE ÁGUAS MINERAIS

E se você quiser fazer a análise se sua água (filtrada, de poço ou mineral) a Lamas em parceria com o CETAN oferece este serviço. Para mais detalhes clique aqui

Principais erros na primeira brassagem

No post Errei minha primeira cerveja, e agora? Contamos sobre o desastre que foi a primeira vez que fizemos uma lager e como é normal uma ou outra brassagem não dar certo. Apesar da frustração, aprendemos lições valiosas que nos fizeram melhorar nas outras receitas e enfim fazer uma lager perfeita.

Mas para melhorarmos não basta esperar por um milagre, é preciso pesquisar tudo o que pode ter dado errado e não repetir na próxima brassagem. Por isso selecionamos os Principais Erros Na Primeira Brassagem e como evita-los (ou corrigi-los):

  • Escolher o dia e o horário certo. Fazer cerveja é uma delícia, mas demanda tempo e dedicação. Não adianta querer começar muito tarde e terminar de madrugada, ou fazer um churras enorme com várias pessoas e muita bebida que as chances de dar errado são grandes. Programe-se com antecedência e comece cedo para no final não estar cansado e pular etapas essenciais!

 

  • Utilize ingredientes frescos, de qualidade e principalmente: Ingredientes Cervejeiros (não, não é legal utilizar fermento de pão para fazer cerveja). Sempre armazenar o malte em local fresco e arejado, sem iluminação direta. A levedura deve ser mantida em local refrigerado e o lúpulo no freezer de preferência. Ingredientes mal armazenados podem trazer sabores e odores indesejados para a cerveja.

 

  • Utilize água potável filtrada livre de cloro e metais pesados. Água da torneira, somente se for utilizado um filtro de carvão ativado e só utilize água de poço artesiano depois de fazer análise para entender qual é sua composição e se há algum microrganismo indesejável presente.

 

  • Entender todas as etapas da fabricação é essencial para que a brasagem dê certo e o resultado final seja satisfatório. Lembre-se de controlar a temperatura na mosturação, atingir uma fervura vigorosa, deixar a tampa da panela sempre aberta durante a fervura (para eliminar substâncias indesejáveis) e fazer corretamente o whrilpool.

 

  • Resfrie sua cerveja ao final da fervura. Vemos alguns cervejeiros iniciantes deixando o mosto esfriar sozinho de um dia para o outro. Quanto mais rápido resfriarmos o mosto e iniciarmos a fermentação, menor os riscos de contaminação.

 

  • SANITIZE TUDO! Dificilmente uma cerveja fica intragável, a não ser que ela esteja contaminada. Cervejas contaminadas podem apresentar cheiro e sabor de esgoto, frutas podres, papelão e azedo. Daí não tem jeito, vai tudo pelo ralo. E o mais importante: após sanitizar, não pode enxaguar!

 

  • Hidrate suas leveduras. Leveduras saudáveis conduzem uma boa fermentação o que resulta em uma boa cerveja. Veja como hidratar sua cerveja aqui .

 

  • Fique de olho na temperatura. Não é todo mundo que tem a possibilidade de ter uma geladeira com controle de temperatura só para suas cervejas, porém evitar grandes variações de temperatura sempre é interessante. Procure locais mais frescos e que consigam manter uma temperatura ao longo do dia (isso vale para a cerveja engarrafada também).

 

  • Utilize tampinhas corretas. Tampinhas Twist-Off são para garrafas de rosca tipo Long Neck e tampinhas Pry-Off são para todas as outras garrafas (600 mL, 1 L, 300 mL normal, só para as de rosca que não serve). Utilizar tampinhas erradas significa não vedar a garrafa e o gás da refermentação irá tudo embora, deixando a cerveja choca.

 

  • Por fim, é preciso ter muita paciência. Dizem que paciência é uma virtude, principalmente para um cervejeiro caseiro. Às vezes sua cerveja não está ruim, só precisa maturar um pouco mais. É essencial deixar sua cerveja descansando para arredondar o paladar.

 

Descobriu aonde errou? Sempre que você identificar um problema, tente entende-lo e como corrigi-lo. Isso lhe ajudará a tornar-se um bom cervejeiro e produzir as melhores cervejas da sua vida.