Lamas Bier

Água+Malte+Lúpulo+Fermento+Doidos=Lamas Bier Veja mais »

Lamas Brew Tool

O APP do Cervejeiro Caseiro Veja mais »

Fichários Lamas

Suas receitas, bem guardadas Veja mais »

maltes The Swaen

A alma que sua cerveja precisava Veja mais »

Lúpulo Na Veia

Primeiro Kit Single Hop do Brasil, experimente.... Veja mais »

 

5 anos de Lamas Brew Shop

Inicio da Lamas Brew Shop em 2012

Há 5 anos atrás o sonho de mudar a forma como se fazia cerveja caseira no Brasil começou. Safra de lúpulo, moagem de malte, fermento líquido, uma gama imensa de materiais, equipamentos inéditos, variedade de maltes, maltes a granel, lúpulos a granel, livros, equipamentos em inox e etc…isso não existia para quem fazia cerveja em casa. A palavra Brew Shop não existia.

Há 5 anos começamos a mudar o mercado. Há 5 anos criamos um padrão que orgulhosamente hoje é replicado nos 4 cantos do Brasil. Várias cervejarias, cervejeiros, sommeliers, empreendedores surgiram com nossa ajuda, isso me enche de orgulho. Muito orgulho de ter contribuído de certa forma para o que vemos hoje.

Ninho do Mamute, nossa central de distribuição dedicada do ecommerce e onde podem ser encontrados alguns mamutes

Hoje a Lamas Brew Shop virou uma incubadora de novas empresas cervejeiras. São 3 lojas físicas (e mais duas novas devem ser abertas em 2017), 4 Centros de Distribuição, 1 ecommerce, 1 importadora, 1 uma setor dedicada ao mercado atacadista (Lamas Pro Brewing) e mais participação em diversos negócios cervejeiros Brasil afora.

Lamas BH – Uma loja com 600 metros quadrados com growler station, empório, sala de brassagem e salas de cursos.

Os Lamas sempre foram inquietos. Desde da fundação da confraria lá pelos idos dos anos 2000 quando criamos um blog (lamasbier.com.br) que de tão irreverente ficou conhecido no meio. Caímos de cabeça na brincadeira de fazer cerveja, ficamos apaixonados. Anos depois surge e Lamas Brew shop, a Lamas Pro Brewing, e mais outros projetos…tudo graças a cerveja, quem diria. Orgulho de fazer parte deste time, desta história.

Nossa gaveta de ideias esta muito cheia. Podem ter certeza que ainda vamos agitar muito esse mercado cervejeiro.

Um grande Abraço

David

 

Saiba porque derrubamos o mito que é difícil fazer cerveja

Você sabia que é possível fazer sua própria cerveja em casa? Para isso não é preciso ter uma mini fabrica em sua casa ou ser um mestre-cervejeiro. Na verdade precisaremos de apenas alguns equipamentos e um kit de receita de cerveja. Fazer cerveja em casa é um hobby gratificante e não precisa ser difícil e complexo.

Desde 2000 os Lamas desvendam os mitos de que fazer cerveja em casa é difícil. E olha que naquela época as coisas eram bem diferentes, o acesso aos insumos era mínimo, nós que fazíamos nossos próprios equipamentos e quase não havia literatura disponível no Brasil para tirarmos nossas dúvidas, o jeito era formar grupos de discussão com os poucos cervejeiros que existiam no Brasil e um ajudava o outro (isso sempre foi incrível!).

Hoje tudo está mais fácil e temos orgulho em saber que ajudamos a fortalecer e difundir essa paixão que é fazer cerveja em casa no país. Temos orgulho de ter mudado o cenário de fabricação de cerveja em casa no Brasil.  Veja tudo que fizemos para acabar com esse mito:

  1. Temos um blog repleto de dicas e receitas para quem está começando, esclarecendo as principais dúvidas de como fazer cerveja.

 

  1. Está na dúvida de qual equipamento comprar, não sabe direito o que realmente precisa para fazer cerveja? A Lamas desenvolveu um kit de fabricação para iniciante com tudo para começar a fazer cerveja. Além de todos os equipamentos, o kit ainda tem os ingredientes na medida certa para fazer nossa 1ª Receita, uma Pale Ale deliciosa, leve e fácil de fazer e um guia ilustrado com todo o passo a passo.

 

  1. Mas eu moro em apartamento e não tenho espaço para fazer cerveja!” Falta de espaço não é problema com nosso kit de fabricação de 5 L, desenvolvido com a Confraria do Galão, um kit compacto e prático, cabe em qualquer cantinho da sua dispensa e você faz a melhor cerveja em casa, a sua cerveja.

 

  1. Legal, vou fazer a primeira receita do Lamas e depois, como vou achar as outras receitas? A Lamas tem mais de 30 receitas diferentes, testadas e aprovadas pelos Lamas (sim, testadas muitas e muitas vezes). Os ingredientes são fracionados na medida certa e acompanha um passo a passo para não ter erro.

 

  1. Ainda não está seguro? Você pode fazer um  cursos de fabricação para acompanhar todas as etapas de perto e tirar dúvidas com um profissional experiente.

 

  1. Nosso time de funcionários é composto por cervejeiros apaixonados por fazer cerveja e ensinar as pessoas a fazerem sua própria cerveja. Vá em uma de nossas lojas e tire todas as dúvidas com nossos vendedores ou entre em contato com nosso SAC (Serviço de Atendimento ao Cervejeiro) que faremos questão de deixar você seguro na fabricação de sua primeira cerveja.

 

E ai,ainda acha que é difícil fazer cerveja em casa?

 

Moinho – Qual Escolher?

Moer o malte é uma das etapas mais importantes da brassagem e saber moer o malte de forma correta interfere diretamente na vários parâmetros da sua cerveja. Desde de uma clarificação ruim, passando por um baixo rendimento até aromas indesejados na cerveja (o mais conhecido é a adstringência, causada por taninos arrastas da casca do malte).

Por isso é importante para nós, cervejeiros caseiro, entendemos um pouco mais a fundo a principal diferença entre os principais tipos de moinhos ou moedores que encontramos no Brasil. Claro que para um cervejeiro iniciante não há necessidade de ficarmos tão preocupados mas com o tempo e com a vontade de fazer cervejas cada vez melhores é importante aprimoramos em detalhes como a moagem.

Mas antes um pouco de história, principalmente para os iniciantes. Quando começamos a fazer cerveja não tínhamos moedores. E na época não existia a possibilidade de comprar malte moído na loja (alias a Lamas Brew Shop foi a primeira loja no Brasil a oferecer moagem para os clientes). E como a gente moia nosso malte? 🙂 Com um liquidificador….isso mesmo. Liquidificador.

Vencedores do Concurso Lamas Brew Day

Em maio, junto com nosso Brew Day, lançamos nosso  primeiro concurso cervejeiro o concurso Lamas Brew Day. A ideia geral foi fazer uma avaliação rigorosa das cervejas de nossos clientes que usam nossos Kit’s de Cerveja. O mais bacana, nosso concurso foi homologado pelo BJCP (Beer Judge Certification Program).

O julgamento aconteceu no último dia 24 de setembro e consistiu em 3 etapas, sendo elas: Eliminatório, Semi Final e Final. Foram 3 mesas de jurados super experientes, na seguinte configuração:

Mesa 1: Alex Wirz, Paulo Zanello e Nicolas Spogis / Luis Marcelo

Mesa 2: Paulo Bettiol e Marcelo da Costa

Mesa 3: Flávio Monteiro e Edwar Fonseca

concurso

Parte do corpo de jurados do Concurso Lamas Brew Day

Cada mesa recebeu em torno de 20 amostras, onde o critério adotado pelo julgamento foram as diretrizes do BCJP , onde os jurados teceram comentários sobre Aroma, Aparência, Sabor, Sensação na Boca, Impressão Geral, Precisão de Estilo, Mérito Técnico, Presença de Flavors e Off-Flavors. Todos os parâmetros mencionados, sendo avaliados conforme o estilo proposto enviado para julgamento.

Em cada um dos campos destacados acima, além de descrever as impressões, sempre que possível, foram expostas sugestões de melhorias para os julgados.

O julgamento englobou diversos estilos(todas as receitas dos Kits da Lamas Brew Shop):

  • American Amber Ale
  • American Blond Ale
  • American IPA single com as opções de single hop de Amarillo, Citra, Cascade e TNT
  • American Pale Ale
  • American Stout
  • Belgian Blond Ale
  • Bohemian Pilsen
  • Brown Porter
  • Chocolate Brown Ale (Brown Ale com adição de nibs de cacau)
  • English India Pale Ale
  • English India Pale Ale extrato
  • Irish Red Ale
  • Kolsh
  • Weiss
  • Witbier
  • Mild
  • Rauchbier

Cada mesa julgou em torno de 5 estilos na fase eliminatória, “subindo” para a semi final as amostras que se destacaram e receberam pontuação 30 ou maior.

O guia de pontuação funciona da seguinte forma:

bjcp

Assim, dentre todas as amostras enviadas, 14 amostras chegaram a semi final e restando 5 amostras para a final.

Fato que chamou a atenção dos juízes foi o alto nível das amostras finalistas, havendo uma disputa acirrada em elas. Mas no final de mais de 10 horas de julgamento, chegamos ao merecido resultado abaixo:

vencedores

A premiação para os grandes campeões será:

1º Lugar: R$1.100,00 em compras na Lamas Brew Shop;
2º Lugar: R$400,00 em compras na Lamas Brew Shop;
3º Lugar: R$100,00 em compras na Lamas Brew Shop;

PARABÉNS FÁBIO, RAFAEL E LEONARDO pelas excelentes cervejas e pelo resultado. Esperamos que o prêmio e o concurso incentivem vocês a continuarem neste maravilhoso hobby.

Todos os competidores receberão por email as fichas de avaliação de nossos juízes para verem os acertos e erros de suas produções e preciosas dicas de como melhorar sua cerveja.

 

Até a próxima

Os Lamas

 

 

6 Dicas de Como Melhorar sua Eficiência

Por  Natalia P. Bichara, engenheira de alimentos pela USP e gerente de inovação da Lamas

Agora que você já sabe o que é eficiência e quais são todas as perdas que você tem durante a brassagem, vamos dar algumas dicas que podem melhorar a eficiência do processo.

  1. Melhore a moagem dos grãos: Uma moagem bem-feita ajuda a melhorar a eficiência da mosturação e da lavagem. Grãos bem moídos são quebrados em até três partes e mantém a sua casca inteira, dessa maneira o açúcar é extraído do grão de maneira eficiente, sem formar um mingau no fundo da panela (entupindo o fundo falso ou bazooka) e conseguimos uma boa filtragem com a ajuda das cascas. Para melhorar a sua moagem, o ideal é utilizar um moinho de rolos, que irá moer o malte de maneira mais homogênea.
  1. Correção do pH da água: O pH ideal para a mosturação é entre 5,2 e 5,5. Quando adicionamos o malte na água (que normalmente possui um pH próximo a 7,0) naturalmente esse pH diminui para aproximadamente 5,6-5,8 devido a presença de fosfato do malte. Para alcançar esse faixa ideal podemos fazer a correção do pH da água com alguns sais específicos (Sulfato de Cálcio, por exemplo), ácido lático ou malte acidificado. Trabalhar no pH ideal otimiza o trabalho das enzimas, aumentando a eficiência de conversão.
  1. Proporção água/malte: Quando utilizamos uma proporção menor de água/malte obtemos uma concentração maior de enzima e substrato, ou seja, converteremos mais amido em açúcar, aumentando a eficiência. Essa proporção pode ser de 2,5:1 (2,5 L de água para cada quilo de malte) porém isso acaba dificultando o processo pois é difícil trabalha com tão pouco líquido e podemos ter o efeito contrário onde muito açúcar pode acabar inibindo a atividade enzimática. Para um melhor resultado, é indicado a proporção de 3,25:1 (por exemplo, para 4 kg de malte, usaremos 13 L de água iniciais).
  1. Mash Out e lavagem com água quente: Aumentar a temperatura para 76°C no final da mosturação fará com que o açúcar solubilize melhor no mosto, aumentando a eficiência do processo. O mesmo se aplica à agua de lavagem, que também deverá estar a 76°C.
  1. Minimizar perdas do sistema: Perdas em qualquer lugar do seu sistema, incluindo o deadspace da panela de brasagem, linhas de transferência (mangueiras), bombas, trub e chillers resultam em menos mosto no final do processo. Analise seu sistema e veja aonde as perdas podem ser minimizadas. 
  1. Utilizar insumos de qualidade: Um malte de qualidade, onde todo o processo de sua produção é controlado (da colheita a entrega) tem um rendimento entre 80 a 88%. Utilizar um malte de qualidade, alinhado com todas as dicas que citamos a cima sem dúvida lhe ajudará a chegar na OG desejada.

 

Pronto, aprimore suas técnicas, melhores sua eficiência e o resultado você já sabe: a MELHOR cerveja, a SUA cerveja!

 

Referências:

LEWIS, A. Control Mash Thicknedd, The Best Of Brew – Guide to All-Grain Brewing. Edição especial, pag. 28-29. Escondido, CA-USA.

FRECCIA, N. Understanding pH, The Best Of Brew – Guide to All-Grain Brewing. Edição especial, pag. 37-39. Escondido, CA-USA.

SMITH, B. Understanding Brewhouse Efficiency. Disponível em: http://beersmith.com/blog/

SMITH, B. Five Ways to Improve Brewhouse Efficiency. Disponível em: http://beersmith.com/blog/

Brewerfriends – Disponível em: http://www.brewersfriend.com/brewing-efficiency-chart/