Lamas Bier

Água+Malte+Lúpulo+Fermento+Doidos=Lamas Bier Veja mais »

Lamas Brew Tool

O APP do Cervejeiro Caseiro Veja mais »

Fichários Lamas

Suas receitas, bem guardadas Veja mais »

maltes The Swaen

A alma que sua cerveja precisava Veja mais »

Lúpulo Na Veia

Primeiro Kit Single Hop do Brasil, experimente.... Veja mais »

 

O que significa Eficiência da cerveja caseira?

Por Natalia P. Bichara, engenheira de alimentos pela USP e gerente de inovação da Lamas

Durante os nossos cursos de fabricação ou através dos canais de atendimento da Lamas Brew Shop sempre surge a dúvida de como melhorar a eficiência da brassagem e seu impacto no resultado final. Muitas vezes percebemos que é um tema que causa algumas confusões para os cervejeiros e por isso, decidimos escrever sobre eficiência e como melhorara-la ao longo do seu processo.

A eficiência da brasagem é a chave para se desenvolver corretamente uma receita, uma vez que é através dela que determinamos nossa densidade inicial (OG). Ou seja, se você não souber a eficiência do seu processo e do seu equipamento, dificilmente atingirá a densidade desejada. É importante ressaltar que a eficiência se trata da OG correta, exigida em cada estilo de cerveja, e não do volume de cerveja obtido. O volume de cerveja é apenas mais uma variável que consideramos nos cálculos.

Quando pensamos em eficiência pensamos no potencial de açúcares no malte que pode ser convertido em açúcar no mosto. Apesar de correto, a conversão de açúcar é apenas uma parte da eficiência total que consideremos. Na verdade, o rendimento do malte é obtido em teste de laboratórios e podemos encontrar na ficha técnica do malte (varia de 50 a 87% dependendo do malte). Apesar de termos esse número, na prática é um rendimento bem difícil de ser atingido.

Para calcular a eficiência total do sistema é preciso considerar mais variáveis além do potencial de conversão do malte. A figura a seguir ilustra as principais perdas do processo e os diferentes tipos de eficiência que devem ser considerados:

eficiência

Figura 1 Diagrama da eficiência. Fonte: Brewerfriends.

Então, quando calculamos a eficiência da brassagem consideramos: o rendimento do malte (ou dos maltes se for mais de um), a absorção de água pelos grãos, a extração de açúcar na lavagem, a evaporação, o trub da panela de fervura e a lama do fermentador. Saber todas essas perdas e eficiências nos levará a melhoria de nossas receitas.

Outro ponto que deve ser considerado é que a eficiência do equipamento não é constante, o que deve ser constante é a eficiência do equipamento para cada receita. Uma receita com alta densidade inicial utilizará mais malte, aumentando a absorção por grão e diminuindo a densidade, por exemplo.

Ferramentas como o Beer Smith calculam a eficiência do seu sistema de maneira muito simples, basta adicionar os valores principais (volumes do equipamento, material, perdas no trub, perda no fermentador) que o software calculará a eficiência para você. Não tem o Beer Smith ainda? Adquira neste link e comece a desenvolver ainda hoje as suas receitas:

http://loja.lamasbrewshop.com.br/beersmith-2-2-home-brewing-software

Agora, se você é daqueles que gostam de colocar a cabeça para funcionar e fazer vocês os cálculos do seu equipamento, aguarde os próximos posts que nós vamos ensina-los!

panela-pequena-web

Panela de Alumínio x Panela de Inox

Chegou o momento de montar seu equipamento e surge a primeira dúvida: devo comprar uma panela de alumínio ou de inox? Qual é a mais apropriada para fazer cerveja? Muitos clientes nos perguntam qual a diferença e qual é a melhor opção. Segue os prós e contras das duas panelas para ajuda-los na hora de montar seu equipamento (ou dar uma turbinada na sua produção).

 

Alumínio

A panela de alumínio é muito utilizada pelos cervejeiros por vários motivos. Além de ser muito mais barato que o inox, a panela de alumínio é amplamente comercializada para preparo de alimentos. Para quem gosta de construir seu próprio equipamento, é fácil encontra em mercados e loja especializadas em cozinha industrial.

Outra vantagem do alumínio que o metal tem uma condução de calor maior que o Aço Inox, ou seja, você atingirá as temperaturas de mostura e de fervura mais rápido com a panela de alumínio. Também irá perder calor mais rápido, facilitando o resfriamento do mosto.

panela-pequena-webpanela-inoxA única grande desvantagem da panela de alumínio é que o alumínio oxida facilmente, não sendo possível utilizar produtos de limpeza oxidantes ou a base de soda caustica. Além disso, o alumínio oxida naturalmente com o tempo, depositando uma camada de óxido de alumínio na panela, dando uma aparência feia ao equipamento, com uma cor acinzentada ao invés de prateada. Essa camada de óxido não é prejudicial, na verdade ela protege a panela, porém não é tão bonita e vistosa como o aço inox.

É importante ressaltar que existem várias pesquisas médicas que tentam relacionar o consumo de Alumínio com a doença de Alzheimer mas nunca conseguiram comprovar essa relação. Outro mito em relação ao alumínio é que a acidez do mosto pode degradar a panela, conferindo off-flavour para a cerveja. Se compararmos com outros alimentos que entram em contato com alumínio, como molho de tomate (pH=4,6) e refrigerante (pH=2,5), o pH do mosto é muito menos ácido (pH próximo a 5,2) não sendo suficiente para reagir dessa maneira com o alumínio. Seria necessário um pH próximo a 1,0 para reagir com o alumínio da panela.

Aço Inox

As panelas de aço inox são um sonho para qualquer cervejeiro caseiro. Bonitas e com designer mais legais, são as favoritas dos cervejeiros que levam o hobby mais a sério. Elas brilham mais e é facilmente perceber quando estão bem limpas ou quando estão sujas (ao contrário das panelas de alumínio que sempre tem um aspecto sujo).

Também são mais fáceis de limpar e, tirando o cloro, é possível utilizar uma variedade maior de sanitizantes no inox, sendo mais vantajoso para as cervejarias, por exemplo.

O aço inox é muito mais resistente que o alumínio, sendo mais difícil ter arranhões e amassados do que panelas de alumínio da mesma espessura. A liga do aço inox é muito mais forte, evitando oxidação do metal (apesar do mosto não ter um pH ácido o suficiente para oxidar metais), isso ajuda a aumentar o tempo de vida útil do equipamento.

Porém, além de mais caro, o aço inox não é um bom condutor de calor, sendo necessário mais energia para alcançar as temperaturas de mosturação e fervura, além de demorar mais para resfriar o mosto.

 

E aí, qual panela mais se adequa a você? Na Lamas Brew Shop você encontra as duas opções. Acesse os links:

Alumínio:

8,7 L: http://loja.lamasbrewshop.com.br/caldeirao-panela-de-brassagem-8-litros-lamas.html

32 L: http://loja.lamasbrewshop.com.br/caldeir-o-panela-de-brassagem-32-litros-lamas.html

52 L: http://loja.lamasbrewshop.com.br/caldeirao-panela-de-brassagem-52-litros-lamas.html

 

Inox:

9,6 L: http://loja.lamasbrewshop.com.br/caldeirao-panela-em-inox-96-litros-lamas.html

32 e 52 L: http://loja.lamasbrewshop.com.br/lamas-metal-shop/caldeir-o-panela-de-brassagem-em-inox-lamas.html

 

Referências Bibliográficas:

Smith., B. Aluminum vs Stainless Brewing Pots BeerSmith Home Brewing News

Concurso Eisenbahn MESTRE CERVEJEIRO 2016

As inscrições para o concurso de cerveja caseira da Eisenbahn estão abertas. Para este ano o estilo escolhido foi  Altbier  e o vencedor verá sua receita ser produzida em escala industrial pela Eisenbahn.

Para maiores informações acesse: www.mestrecervejeiroeisenbahn.com.br

POST_parceiros 01

Novos Fermentos da Mangrove Jacks

Novos Fermentos M

A Mangrove Jacks cresceu seu portfólio de fermentos. Com isso chegamos a 15 cepas extraordinárias que vão tornar sua cerveja única. O número de cepas para lagers agora são 3. E as opções para cervejas belgas aumentaram para 3 cepas.

Algumas cepas tiveram seus nomes alteradas e outros foram melhoradas e ganharam nomes novos.
Confira toda a lista dos novos fementos Mangrove Jacks aqui.
O arquivo atualizado das cepas para BeerSmith já esta diponível também, clique aqui para baixar a versão 2016

Lamas Brew Tool – O app brasileiro para cervejeiros caseiros

Hoje lançamos mais um projeto que nos enche de orgulho. O primeiro app 100% brasileiro para ajudar cervejeiros caseiros em suas receitas. Esta é a primeira versão (totalmente gratuita) que liberamos tanto para Android para para IOS. Ainda falta um pouco para ele se tornar um software de elaboração de receitas como o BeerSmith. Porém ele tem várias calculadoras que prometem ajudar você em suas brassagens.

Nos reportem os bugs e sugestões para que a próxima versão seja mais bacana e mais completa.

Nesta versão disponibilizamos:

  1. Cálculo de volume alcoólico;
  2. Cálculo de IBU (amargor);
  3. Refratômetro: para conversão correta das medidas em refratômetro para OG e FG;
  4. Densímetro: para correção de medida por temperatura;
  5. Coloração: para estimativa da cor de sua cerveja (em EBC e SRM);
  6. Quantidade de Garrafas: para saber em quantas garrafas você vai precisar para por suas cervejas;
  7. Refermentação: para cálcula de priming;
  8. Eficiência Enzimática: Para obter o valor da eficiência enzimática total de sua brassagem;
  9. Lavagem: para saber quanto de água você necessitará para fazer a lavagem de sua bagaço;
  10. Carbonatação Forçada: Dado um estilo (que você seleciona) é possível saber com precisão qual a quantidade de CO2 você usará para seguir o estilo desejado.
  11.  Converso de Unidades: diversas conversões para facilitar a nossa vida
  12. Material de Apoio: acesso a links úteis;
  13. Telefone e endereços de nossas lojas.

Para baixar sua versão basta entrar no Google Play ou na Apple Store de seu celular ou tablet e procucar por LAMAS BREW TOOL.

E usem o espaço de comentários abaixo para sugerir novas features e tirar dúvidas de funcionamento.

Aproveitem 🙂

Lamas Brew Tool, o primeiro App brasileiro para Cervejeiros Caseiros